sábado, 31 de dezembro de 2011

Mude

Olá povo lindo!!!!
Estava muitoooo ausente, mas também este ano foi muito conturbado pra mim....trabalho, estudo, família, doenças em casa, etc etc, mas agora...tudo resolvido....e eu estou de volta
Em 2012 venho cheia de mudanças para blog, para a minha vida...
Quero deixar pra vocês um texto lindo para reflexão, eu comprovei este ano que mesmo com pouquinho com medo e um friozinho na barriga encarei as mudanças e é assim que devemos agir...mudar para poder crescer....
Um beijo enorme no coração de todos vocês e um 2012 recheado de coisas boas...

Mude...
Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa, mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por um tempo o estilo das roupas.
Dê os seus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira para passear livremente pela praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma no outro lado da cama… depois, procure dormir em outra cama.
Assista a outros programas de tv, compre outros jornais… leia outros tipos de livros.
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas
cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia, o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.
Tente.
Busque novos amigos. Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome um novo tipo de bebida, compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado… outra marca de sabonete, outro creme dental… tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
E pense seriamente em arrumar outro emprego, uma
nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino.Experimente coisas novas.
Troque novamente. Mude de novo. Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores de que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!

(Clarice Lispector)"

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Última moda!!!Pulseiras de coura







Estas pulseiras são lindas e é a última moda!!
Eu tenho várias!!!
Faço combinação com as minhas roupas!!!
Adquira logo o seu conjunto!
As cores são diversas, o conjunto é composto de 04, 05 ou 06 pulseiras com pingente!!!!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Colar coral 2

Gostou?
Adquira esta peça EXCLUSIVA hoje mesmo!
Consulte frete e entrega!


Colar preto

Linda peça!!!
50 cm de comprimento
Para as amantes do pretinho básico é uma peça ideal!!

Colar marfim

Peça linda!
Marfim com corrente estilo envelhecida!
Não deixe de adquirir a sua peça!

Um charme de colar

Super delicado!
Detalhes cinza na peça preta!
Adquira já!

Colar com detalhes em preto

Linda e delicada peça com detalhes em preto
35 cm de comprimento
Consulte frete e entrega!
Peça exclusiva!
Faça o seu pedido!

Belíssimo colar dourado

Linda peça dourada!
Colar com 30cm de comprimento.
Moradoras de Porto Alegre, pode ser analisado a retira no local ou até mesmo a entrega no cliente.

Colar lilas

Uma peça super delicada!!!
Colar com 30cm de comprimento
Pode-se fazer encomenda de brincos e pulseiras do mesmo modelo!
Gostou? Adquira-o agora!
Dúvidas?Deixe o seu comentário!

Estiloso colar

Estiloso colar estilo envelhecido
Peça com 50cm de comprimento
 Única peça.
Bijuteria de ótima qualidade

domingo, 13 de novembro de 2011

Colar coral

Linda e exclusiva peça em bijuteria de ótima qualidade!
Adquira logo a sua.....
Consulte entrega e envio via correio!

Chick colar

Linda peça com cordão e detalhes em pedra cinza
Designe exclusivo
Bijuteria de ótima qualidade
Adquira já!!!
Peça exclusiva!!!
Dúvidas deixei seu comentário!
Para clientes de Porto Alegre, pode ser analisado a entrega no comprador ou a retirada no local de venda.

Lindo colar para venda


                    Lindo colar com detalhes em azul

50 cm de comprimento
Designe inovador e peça exclusiva
Bijuteria de ótima qualidade!
Frete por conta do comprador, clientes em Porto Alegre pode ser analisado a possibilidade de entrega ou a retira pelo comprador!
Maiores informações do produto, deixei seu comentário.
Aguardo sua compra!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Comportamento no Ambiente de Trabalho


Achei super interessante e resolvi compartilhar com vocês!

Manter o espírito de coleguismo e agir com ética e transparência são modelos de comportamento que toda corporação espera de seus funcionários. Mas, partindo do princípio que cada pessoa é um ser único e individual e que, portanto, reage de forma única e individual em situações semelhantes, no ambiente de trabalho convivem pessoas com perfis diversos e diferentes déficits de comportamento a serem trabalhados.
Destacamos, portanto, algumas regras básicas de comportamento no ambiente de trabalho, as quais certamente lhes serão úteis ou para serem aplicadas no seu dia a dia ou mesmo para confirmar que você está andando no caminho certo:

Cumprimente as pessoas: cumprimente as pessoas num tom agradável e atencioso. Bom dia, boa tarde e boa noite, devem fazer parte do vocabulário de educação de qualquer pessoa no relacionamento diário com os colegas de trabalho, desde o auxiliar de limpeza até o presidente da corporação.

Seja pontual e assíduo: atrasos, por menores que sejam, sempre contarão pontos contra a imagem de qualquer pessoa, assim como faltas constantes. Procure cumprir o horário estabelecido e faltar somente quando for inevitável, por questões sérias e urgentes. Pode não parecer, mas o funcionário pontual e assíduo, naturalmente, transmite credibilidade.

Diga sempre a verdade: mesmo as chamadas “mentiras brancas” podem trazer problemas a sua vida profissional. Por exemplo, caso precise faltar por motivos pessoais, diga sempre a verdade a seu chefe e não invente doenças ou lutos, pois uma mentira quando descoberta pode complicar muito a sua vida.

Seja cooperativo: se alguém lhe pedir um pequeno favor, e você puder atender, faça. A boa convivência no dia a dia do trabalho depende muito da reciprocidade entre as pessoas. Se você ajudar com boa vontade, seus colegas tenderão a retribuir quando você precisar.

Seja discreto: a priori, todos os assuntos do ambiente corporativo são confidenciais. Mas existes alguns assuntos que devem ser guardados a sete chaves. Portanto, tenha discrição, ética. Não faça comentários sobre assuntos restritos ao ambiente corporativo, pois isso pode prejudicar a empresa, além de influenciar negativamente em sua imagem.

E-mails: não use o e-mail da empresa para assuntos pessoais, principalmente quando se tratarem de emails de sacanagem, piadas e pornografia. Em maio desse ano, a General Motors do Brasil demitiu 11 funcionários por justa causa, devido a troca de emails envolvendo conteúdo pornográfico.

Elogios públicos, críticas privadas: caso precise criticar ou repreender alguém, faça-o isoladamente. Nada de expor o colega ou subordinado. Chame a pessoa num lugar privado, e converse objetivamente sobre a falha cometida. Quando elogiar, faça exatamente o contrário: aproveite os momentos onde há reunião de um grande grupo de pessoas e jogue o confete.

Problemas Pessoais: evite falar de problemas pessoais. Não os leve para o seu local de trabalho, pois você só poderá efetivamente resolvê-los quando estiver fora do trabalho. Além disso, não é justo sacrificar os colegas com lamentações e queixas.

Vista-se de forma adequada: a regra básica é sempre lembrar que você está se vestindo para ir trabalhar, e não para encontrar amigos ou visitar parentes. Deixe as ousadias e exageros para os finais de semana na casa de praia e para as festas.

Cuidado com intimidades e brincadeiras exageradas: muitas vezes as pessoas tentam ser simplesmente educadas e agradáveis. Mas isso não quer dizer que elas não estejam incomodadas com intimidades ou brincadeiras em excesso que estejam acontecendo de forma contínua. O importante é saber dosar, pois a descontração no trabalho, em muitos momentos, também se faz necessária.

Não reclame e não fale mal das pessoas: reclamar da empresa, do chefe, do colega, do café, dos banheiros, etc, são assuntos que devem ser discutidos de forma educada e cordial em reuniões, e não para virar assunto de corredor. Os problemas devem ser abordados de forma adequada e no momento adequado, para que não se transformem em fofocas que não levam a nada.


fonte: http://www1.prefpoa.com.br

Sabe qual os 7 pecados de um candidato em uma entrevista de emprego?



Os sete pecados do candidato:



1. Pontualidade é o primeiro critério a ser avaliado pelo entrevistador;

2. Descuidar da aparência. Comparecer a entrevista com roupas sujas e cabelos desalinhados;

3. Deixar o celular ligado durante a entrevista;

4. Mentir. Informar que ganha mais do que realmente recebe ou acrescentar a seu currículo;

5. Falar mal do ex-chefe ou da empresa e dizer-se injustiçado;

6. Divulgar durante a entrevista, dados confidenciais das empresas anteriores;

7. Não demonstrar interesse pela oportunidade que está sendo oferecida.

Comportamento adequado em entrevista de emprego


COMO TER UM COMPORTAMENTO E APRESENTAÇÃO ADEQUADA EM UMA ENTREVISTA DE SELEÇÃO
     Passos:
- Chegar 10 minutos antes do horário marcado para entrevista
- Desligar o celular.
- Levar em mãos um currículo atualizado.
- Ler um jornal de circulação para estar informado das ultimas noticias que estão acontecendo.
- Na apresentação o aperto de mão ao chegar e ao sair.
- Se a entrevista for pela manha, fazer uma boa refeição e à tarde da mesma forma.
- Apresentação: usar uma roupa que a pessoa possa sentir-se bem.
    Feminino: calça jeans e blusa ou camisa, calça social e casaco, (terninho básico) vestido, maquiagem suave.
    Masculino: calça jeans, camisa, sapato de preferência, se a entrevista for para uma vaga executiva pode usar terno e gravata.
- Na entrevista: ser claro ao falar de si usando a sinceridade, falar de suas experiências com motivação e expressar claramente seu aprendizado com as atividades que desempenhou, relatar como foram os seus relacionamentos interpessoais.
- Colocar claramente seus sentimentos em relação à família e amigos.
- Se realizou trabalhos voluntários (social), falar sobre essas experiências.
- Não Usar: óculos de sol, minissaia, blusa que deixe a barriga em evidencia ou vestidos curtos, mascar chicletes, falar fazendo uso de gurias, bermuda e chinelos, e barba por fazer.
- Corte de Cabelo adequado.
- Não expor piercing e tatuagens.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

O que a foto do seu perfil on line revela ao mundo?


O perfil nos sites de redes sociais é cada vez mais importante para construir a identidade de um profissional. "É uma ferramenta muito poderosa para a construção da sua marca pessoal – e é preciso ter muita estratégia para isso", diz Nicole Williams, diretora de conexões do LinkedIn.
Um componente fundamental é a foto que acompanha o perfil. Williams, que mora em Nova York e é usuária de três sites de redes sociais – Twitter, Facebook e LinkedIn – diz que é crucial que a foto dê o tom certo.
Em primeiro lugar, é preciso que o perfil tenha foto. Pesquisas da LinkedIn mostram que os perfis com foto têm sete vezes mais chances de serem vistas do que os sem foto, diz ela.
[TOT]Ramsay de Give for The Wall Street Journal
Foto de Nicole Williams no LinkedIn.
Pense que essa foto é a versão moderna das pinturas a óleo que os ricos proprietários encomendavam antigamente. Os menores detalhes revelam muita coisa. É melhor, diz Williams, que a foto mostre só você e não seu animal de estimação ou alguém importante na sua vida. "Identificar-se tanto com seu cão ou seu marido pode não ser apropriado, a menos que você for veterinário ou conselheiro matrimonial e isso faça parte da sua imagem profissional".
Suas roupas devem refletir as normas da profissão em que você está ou espera estar. "Se você procura emprego na área de mídia, ou da moda, pode ter mais cores na foto, usar mais jóias", diz Williams. Mesmo assim, de modo geral é melhor "matar os brilhos", diz ela. "O que você não há de querer é encontrar um cliente, ou entrar numa sala para uma entrevista e a pessoa dizer: 'Você parece tão diferente, eu não teria reconhecido'."
No perfil profissional de Williams há duas fotos em que ela parece à vontade e no seu elemento. Em ambas ela está em plena atividade: trabalhando na sua mesa, e andando na rua em Nova York, segurando sua pasta e um jornal. "Tente ser fotografado em plena ação, para que a foto capte a energia desse momento", diz ela.
A postura expressa muito, diz Willia "Se você está sentado ereto, de ombros retos, sorrindo, de olhos bem abertos, você está comunicando não-verbalmente que é uma pessoa confiante, competente e tem curiosidade sobre o mundo", diz ela.
Williams mostra suas fotos preferidas, nos perfis das escritoras Toni Morrison e Maya Angelou. Ambas parecem naturais e "com o rosto cheio de alegria. Você percebe a personalidade e sente uma certa energia".
Williams sugere pedir para algum amigo tirar sua foto, ou alguém que deixe você à vontade. "A foto profissional às vezes parece tensa", diz Willia "Quando é tirada por alguém com quem você se sente à vontade, isso se percebe, a foto transmite naturalidade". Além disso, acrescenta, "as pessoas reagem melhor às fotos a cores, que têm mais vida e energia" do que as em preto e branco.
Ramsay de Give for The Wall Street Journal
Nicole Williams, diretora de conexões do LinkedIn, em sua casa, em Nova York.
Também é boa idéia prestar atenção nas outras fotos que você compartilha em suas páginas de redes sociais, diz Williams, que uma vez por mês examina todas as fotos que postou e elimina as mais antigas. "Tenho idade para lembrar das pessoas com projetores de slides, que voltavam de uma viagem à Itália e faziam você sentar e assistir três rolos de fotos", diz ela. "Escolha as fotos com cuidado. Pense nelas como uma seleção de destaques."
Há pessoas que postam fotos de minúcias da vida diária, tais como suas refeições, mas Williams tem o cuidado de só postar fotos que têm relação com sua imagem, que se relacionam com "alguma ótima história anexa", ou expressam algo que ela quer mostrar. "Creio que ninguém se importa com a marca de café que eu tomei de manhã, por mais saboroso que seja", diz ela.
Williams, que já escreveu vários livros sobre carreiras e estilos de vida, às vezes posta uma foto do seu filho, agora com seis meses. As pessoas "reagem bem à autenticidade", diz ela. Mesmo assim, ela toma cuidado de não fazer isso com muita freqüência. "As pessoas logo ficariam entediadas." (Williams monitora cuidadosamente o número de respostas que recebe para cada nova postagem, para avaliar as que têm atração mais ampla.)
Mesmo um perfil gerido com o máximo cuidado pode ser arruinado por alguma outra foto que alguém coloca na rede impensadamente. Williams está sempre à procura de fotos postados por outras pessoas em que ela aparece marcada com um "tag", ou é identificada pelo nome.
Há pouco ela ficou horrorizada ao ver uma foto sua, postada por um parente com um "tag" com seu nome, onde ela aparece tomando vinho em uma festa de família.
"Tenho profissionais nesta rede, não quero que eles vejam o que eu bebo no domingo à tarde", diz ela. Ela imediatamente tirou o "tag".

Fonte: www.onlinewsj.com

h

domingo, 23 de outubro de 2011

Dica para fazem um TCC nota 10


Para muita gente, o grande vilão do ensino superior é o Trabalho de Conclusão de Curso. No entanto, com método e dedicação, você vai perceber que esse caminho não é tão difícil de se percorrer

Por Simão Mairins, Revista Administradores
:

Durante os três primeiros dos quatro anos que passou no curso de Publicidade e Propaganda, a pernambucana Virgínia Ramos nunca conseguiu entender muito bem o que haveria de ser tão complicado na graduação, como lhe advertiram ainda no Ensino Médio. Afinal, foi morar fora de casa, tornou-se mais independente, conheceu gente nova e – principalmente – não teve mais que fazer exames de Física, Química e Biologia!



Quem já foi aprovado no vestibular, muito provavelmente ouviu da família ou de uma ex-professora, ainda na comemoração da conquista, algo mais ou menos assim: "Parabéns! Mas, olha, entrar na faculdade é fácil. Difícil mesmo é sair!".
Uma hora, entretanto, a situação se complicou. "No sexto período, comecei a cursar a disciplina do projeto. De lá até a apresentação do trabalho final foi só estresse. No fim, o curso foi ficando cansativo e ninguém aguentava mais. Todo mundo só queria saber de sair da faculdade logo", conta a publicitária.
O tal projeto a que Virgínia se refere é uma espécie de estudo preliminar que, na maioria das instituições de ensino, os estudantes precisam produzir antes de realizar o temido Trabalho de Conclusão de Curso, mais conhecido como TCC. Essa fase, ao contrário do que a maioria pensa, pode ser menos martirizante. Fácil, evidentemente, não será. Mas, com a ajuda de algumas regras básicas, diversos obstáculos podem ser evitados, deixando o caminho a ser percorrido mais tranquilo.
tcc
Imagem: ThinkStock

Primeiros passos
Se o trabalho começa bem, é provável que também termine bem. Por isso, antes de começar a produzir o TCC, duas tarefas são fundamentais: definir um tema e preparar um bom projeto, que sirva – de fato – como um guia. Nele deverão estar especificadas questões importantes, como o assunto, os objetivos e o cronograma de atividades.
Para preparar o projeto, no entanto, é preciso definir o tipo de trabalho que será realizado. Dependendo do curso e da instituição de ensino, o TCC pode ser uma produção científica, uma atividade prática ou um estudo de caso. O professor Gildásio Mendes Filho, co-autor do livro "Como fazer monografia na prática", lembra que "há uma confusão muito grande nas instituições, porque cada curso tem a sua regra para a realização de TCC". Por esse motivo, é importante que o aluno se certifique dos padrões exigidos por sua faculdade, sob o risco de ter, no futuro, que voltar ao estágio inicial por inadequação às regras.
Escolhido o tipo de trabalho, a próxima tarefa é definir o tema. Esse passo é simples, porém, delicado. Decidir o que abordar leva pouco tempo, mas uma má decisão pode atrapalhar bastante o andamento da produção. "Se a escolha do tema é bem-feita, o trabalho acontece de maneira suave, sem obstáculos, e o seu desenvolvimento passa a ser bem mais agradável", afirma a professora Raquel Polito no livro "Superdicas para um Trabalho de Conclusão de Curso nota 10".
A autora lembra ainda que ter interesse real no assunto a ser abordado facilita a realização da tarefa. "Muitas vezes, ficamos horas pensando em um tema genial e nos esquecemos de que não existe a menor relação entre ele e a área de estudo em que estamos inseridos", afirma Raquel.
A formulação de um problema do qual se possa partir é outro pré-requisito muito importante. De acordo com o professor Antonio Carlos Gil, autor do livro "Como elaborar projetos de pesquisa", fazer-se perguntas é fundamental. "De modo geral, inicia-se o processo da pesquisa pela escolha de um tema, o que, por si só, não constitui um problema. Ao formular perguntas sobre o tema, provoca-se sua problematização", afirma.
O último passo dessa fase prévia é a escolha do orientador. Aqui, o conselho de Gildásio é optar pelo professor da disciplina em que o assunto definido se encaixa. "Se, por exemplo, um aluno vai fazer um trabalho em Microeconomia e escolhe um professor que é especialista em Macro, ele vai ter dificuldades porque o professor pode não ter segurança para orientar", explica.
Afinidade pessoal também é um ponto a ser levado em conta na hora de escolher o orientador. Mas Gildásio lembra que isso não deve ser mais importante do que a competência. "Quando eu estava fazendo minha dissertação de mestrado, lembro que fui apresentar meu projeto ao professor e ele simplesmente o rasgou bem no meio e me disse: 'leva a metade e faz o teu projeto'. Na hora, eu me senti agredido. Mas depois refleti e vi que, antes, eu havia mesmo sido muito prolixo", conta o professor.
Mão na massa
Com tema, projeto e orientador definidos, a hora é de arregaçar as mangas e começar a trabalhar. Nessa fase, organizar o tempo é fundamental, principalmente nos casos em que é necessário dividir o dia entre os estudos e uma atividade profissional.
"Um bom início para o desenvolvimento do seu trabalho é imaginar como ele será realizado até o final. Antes de começar a escrever os textos, vislumbre como será o sumário. Considere todos os pontos que você deseja abordar. Por mais que esse sumário seja alterado, ele será o seu fio-condutor e você terá um raciocínio lógico a seguir", explica Raquel Polito.
Durante a produção do texto, também é importante prestar atenção em quesitos técnicos como ortografia, coesão entre as distintas partes e adequação às normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Essas regras determinam como o trabalho deve ser organizado por meio de indicações para o uso de citações e a apresentação das referências bibliográficas, por exemplo.
Trabalhar com uma metodologia bem definida é outro facilitador na produção do TCC, principalmente quando é necessário fazer um estudo mais aprofundado. Como explica o professor Antonio Gil, "a pesquisa é desenvolvida mediante o concurso dos conhecimentos disponíveis e a utilização cuidadosa de métodos, técnicas e outros procedimentos científicos".
Apresentação
Texto pronto. Acabou? Ainda não. Vem aí o grand finale, que é a apresentação. Não vamos dizer aqui para não ficar nervoso ou nervosa. Afinal de contas, esse é um momento importantíssimo na vida de qualquer pessoa. A banca entenderá a ansiedade e qualquer professor com o mínimo de bom senso sabe da tensão que envolve uma defesa. O nervosismo exacerbado, entretanto, pode dificultar sua exposição e passar aos avaliadores uma impressão errada sobre o seu trabalho.
Montar um roteiro em uma apresentação de Power Point ou mesmo em um papel já ajuda. É importante, porém, estar ciente de que aquilo é apenas um guia. Simplesmente ler o que está escrito vai aparentar falta de domínio sobre o trabalho e insegurança. Outra dica é treinar. "Até hoje, eu planejo minhas palestras, calculo o tempo e falo para mim mesmo. E aí eu vejo como posso ampliar ou reduzir", conta o professor Gildásio.
Depois da apresentação, é comum que a banca faça perguntas. Respondê-las de forma satisfatória vai influenciar bastante na sua nota. Diante de críticas, escute e saiba reconhecer suas falhas. Caso discorde, posicione-se com argumentos sólidos e não recorra a subterfúgios emocionais, pois, não tenha dúvida: naquele momento, o que interessa é apenas o que você fez.
E, se você fez tudo direitinho, é só comemorar!
COMO DEFINIR UM TEMA
Passo 1 – Definir a grande área com a qual você tem afinidade: por exemplo, Marketing.
Passo 2 – Escolher uma vertente da grande área com a qual você mais se identifica, levando em conta a relevância e a viabilidade de realização do trabalho: Marketing de Guerrilha.
Passo 3 – Delimitar um contexto específico para trabalhar o tema: mercado digital.
Passo 4 – Definir uma abordagem: O uso do Marketing de Guerrilha na construção de novas marcas no mercado digital. 

http://www.administradores.com.br
Fonte: 

terça-feira, 18 de outubro de 2011

A elegância do comportamento




Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.
É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada.

É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca.

É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir a frentistas, por exemplo. Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros. É possível detectá-la em pessoas pontuais.

Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.

Oferecer flores é sempre elegante. É elegante não ficar espaçoso demais. É elegante vocêfazer algo por alguém, e este alguém jamais saber o que você teve que se arrebentar para o fazer... porém, é elegante reconhecer o esforço, a amizade e as qualidades dos outros.

É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao outro. É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais. É elegante retribuir carinho e solidariedade. É elegante o silêncio, diante de uma rejeição...

Sobrenome, joias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto. Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante. É elegante a gentileza. Atitudes gentis falam mais que mil imagens... Abrir a porta para alguém é muito elegante... Dar o lugar para alguém sentar... é muito elegante... 
Sorrir sempre é muito elegante e faz um bem danado para a alma... Oferecer ajuda... é muito elegante... Olhar nos olhos ao conversar é essencialmente elegante...

Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural pela observação, mas tentar imitá-la é improdutivo. A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social: Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os desafetos é que não irão desfrutá-la.

Adaptação de texto extraído do Livro: EDUCAÇÃO ENFERRUJA POR FALTA DE USO
Henri Toulosse Lautrec (1864-1901)  - pintor francês e  deficiente físico